quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Ai, aí!


Há que evitar maus pensamentos, relegados ao inconsciente, na expressão vazia, no tema iludido de qualquer verdade ou de qualquer caminho vazio de propriedade severa, num resumo sem contexto, num veredito sem juiz.

A luz apagou-se como presença inativa, como caminho insensato, como tristeza que não mata mas corrói a alma em toda a sua extrema extensão. 

Há que viver através da ausência de empatia p com a sociedade. O dilúvio se aproxima e se perde para partir para onde ninguém sabe verdadeiramente.

Tudo se resume a uma certa ilusão desgastada sem princípios reais.

Thereza Green





Foto original