sábado, 28 de janeiro de 2017

Cantar uma nova vida

17h55

Não devemos desistir de nós por mais confusa que pareça a vida, achemos o termo certo para continuar mesmo achando que é difícil. Quando parece não haver alternativa, há que achar a solução, pois ela sempre existe.

Cada dia nos sentimos mais afastados do mundo, num tema recolhido  de abstenção ao amor ❤️.  Acreditar num novo lema, no sair da corda banda na positividade à flor da pele. Caminhando em sendas de paz. A vida é especial mas está rodeada de minas e armadilhas, numa vara de complicações.

A alma tem sede de emoção num desvairar distribuído entre lemas e temas no pensamento 💭, precisamos cantar a realidade numa outra pauta, numa erosão colorida, querendo sair do buraco da inexistência presente, a vida não nos quer tristes.  Há que achar a felicidade num ápice de realizações espontâneas.

Preciso expressar os termos amenos onde a luz e a lua estão acompanhadas e as cores se conjugam sem nenhum tipo de resiliência, cantando os sons espirituais que tão bem nos fazem.

Thereza Green

(Imagem original  modificada) 






quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Evoluir

21:55

Escrever é um complemento quando tudo parece mau, acreditemos em tempos áureos no qual a lua é sempre aquele tema presente. 

Amar cada momento da vida pode ser bem positivo, no desgastar dos dias recalcados pelo degredo secreto com tudo às claras.

Evolução se necessita quando se sente uma paragem breve no tempo, onde nada muda e tudo pára na penitência do momento intemporal.

Estampa na alma persiste sem saber se haverá amanhã, se haverá uma evolução, se existirá regresso para algo  já vivido.

Enquanto há vida sempre haverá esperança...e amor por mais um dia.


Thereza Green

Imagem original