sábado, 6 de fevereiro de 2016

Auto-cura

relativo ao dia 5.02

Vou tentar um processo de integração pessoal com recursos especiais, uma terapia do inconsciente.

Há que achar algo para nos sentirmos bem connosco num processo de auto-cura que pode vir a equilibrar as relações com a vida e com que ela nos expõe.

A vida é maravilhosa e especial, mas ás vezes tudo parece confuso e estranho, a alma tem contornos aflitivos tal como o frio que se faz sentir lá fora.

Por vezes não se sabe o porquê de certas situações que nos surgem è frente, tudo parece um emaranhado relativo esquisito e decerto bloqueador de melhores realizações pessoais.

Thereza Green

(imagem web- convento Montariol)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Exaustivo dia

20:09


Um dia bastante exaustivo com cansaço à mistura  depois de ter saído ás 3 horas de casa, o cansaço está presente por isso não se consegue expressar muito.

Amanhã relatarei a viagem completa, me aguardem! Suspense...

Thereza Green


(imagem Web)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Mais um dia luminoso

15:13

Mais um dia luminoso menos cansativo do que os outros, um tema de positividade se examina e é pedido ansiosamente pela alma e pelos seguidores.

Sempre há uma razão para melhores dias e outros encantos, há que ser criativo e achar um ponto de equilíbrio sensato e glamouroso ao mesmo tempo.

Os tempos andam estranhos e contusos, o cansaço ás vezes ultrapassa tudo e todos,  não se dá asas ao que a imaginação pode sugerir ou inovar diariamente.

O sonho representa a luz e a esperança de cada dia, de cada pequeno momento, sem se agarrar a nada em especial, só e apenas ao amor por si.  OBRIGADA DEUS DO UNIVERSO 

Thereza Green

(imagem WEB)

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Uma nova viagem

15:25

Uma viagem tem sido feita para lá dos limites imagináveis, sempre numa redoma especial, em tempos insatisfatórios e com ilusão à mistura numa gradação evolução e com algum drama.

A expressão fica diferente, os temas mudam e acabam por deixar de ser tabu, ou complexidade através de segredos escondidos na alma. A luz há-de chegar, nem tudo se perde, nada se esquece na beleza de um breve momento.

Um dia mais, no qual o raiar do sol tem a sua expressão fiel e arrebatadora, no caminho marcado do destino insensato e um pouco acautelado de conflitos interpessoais. 


Dominar certas situações nem sempre se aborda fácil. O ponto da questão ainda não está determinado ou concluído. 


Agradeço a todos aqueles que seguem os meus textos. Saber que gostam dá muito alento aos meus dias, abraço poético! E mais uma vez obrigada

Thereza Green

(imagem WEB)

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

SOL DIA SIM DIA NÃO

15:30

Parece que um dia brinda-nos com a sua luz e intensidade, e outra fica meio meio. Hoje pela manhã esteve escuro, porém a tarde esteve com valores intensos de energia solar.

Muito chato falar sobre o tempo, mas ele influencia a nossa vida e até os nossos costumes, dando um "up or down" aos momentos esquissos.

Os termos não fluem nem pronunciam nada em especial, porém expressam vida.

Thereza Green


(imagem web)

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Sem sol

15:11

O sol hoje não mostrou a sua cara laroca, escondeu-se entre as nuvens e não o deixaram sair. 

Porém nem tudo é mau, quando tudo parece errado e espalhado. Palavras sem vento mas relatam alguma harmonia naquilo que não existe.

Há quem chame poema a esta prosa sem censura, "quem não sabe é como quem não vê". O incrível na vida ainda está por achar, neste tempo descontinuado que se assola na pessoa que escreve ou se expressa.

O sol é mesmo uma necessidade essencial nos dias que escorrem...

Thereza Green

(imagem Web)

domingo, 31 de janeiro de 2016

Génio solar

19:45

O sol, o sorriso e a dor de cabeça andaram hoje em trio. Apesar do presente cansaço, o dia esteve encantador, o sol raiava que só ele,  que até aconchegava o coração de forma própria.

O dia foi bastante agitado e até agitador da alma dolosa, um contar inquieto e inquietador se espalham através de palavras vãs, mas com certeza de uma grandiosidade imensa.

A enxaqueca também teve a sua presença, quando o trabalho é em exagero, a mente e aquilo que sente é quem pagam. Não se sabe porquê mas hoje houve quem achasse o dia diferente (no bom sentido), apesar de arrasador ao mesmo tempo.

Ajudar quem se gosta também faz bem e dá-nos uma emoção extensiva, fazendo-nos relembrar o que já aprendemos há imenso tempo, algo excepcional. 

Thereza Green

(imagem Web)