segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

A chama do Natal

9h32


A chama nos corações meramente desalinhados, é sempre especial e vigorante nesta época natalícia.

Sonhos  de novos projetos se imaginam e calculam em pensamentos ás vezes vagos e oriundos de uma imaginação solitária.

Esta esperança deve ser sempre o ponto presente e assente na alma poética e deveras solitária.

Thereza  Green

  

(imagem Web)