domingo, 21 de agosto de 2011

Tristeza que assola a alma

Divago através da pouca luz de um dia nublado, que entristece o coração poético de alguém de tentar encontrar uma razão para a vida...Tudo parece turvar o seu caminho, não há espaço para a  felicidade, é algo reservado a poucos, sejam felizes...


Fotomontagem